SP - CÂMARA/JAIR BOLSONARO - POLÍTICA - O Deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) durante sessão no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), nesta quarta-feira. 05/07/2017 - Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Bolsonaro admite revanchismo em MP da Publicidade Legal: “Chamavam de racista, fascista …. No dia de ontem eu retribuí parte daquilo que grande parte da mídia me atacou”

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira, 6, durante inauguração de uma fábrica de remédios oncológicos em Itapira (SP), que a decisão de disponibilizar o Diário Oficial da União para que as empresas publiquem seus balanços anuais a custo zero é uma “retribuição” à forma como foi tratado pela imprensa durante a campanha eleitoral.

“(Bolsonaro foi eleito) sem televisão, sem tempo de partido, sem recursos, com quase toda a mídia o tempo todo esculachando a gente. (Chamavam de) Racista, fascista e seja lá o que for. No dia de ontem eu retribuí parte daquilo que grande parte da mídia me atacou”, disse o presidente.

Até a Medida Provisória anunciada na segunda-feira, 5, por Bolsonaro, as empresas eram obrigadas a pagar pela divulgação dos balanços em jornais privados. Embora tenha associado a MP ao tratamento que recebeu durante a campanha eleitoral, Bolsonaro disse que não se trata de retaliação.

“Os empresários que gastavam milhões de reais para publicar seus balancetes em jornais agora podem faze-lo no Diário Oficial da União a custo zero. Não é uma retaliação contra a imprensa, é tirar o estado de cima daquele que produz”, afirmou o presidente.Veja mais no MSN Brasil:
Lava Jato planejou buscar na Suíça provas contra Mendes (EL PAÍS)
‘Governadores do Nordeste querem a divisão do País’ (Estadão)
Presa por esquartejamento, Elize vai ao semiaberto (VEJA.com)
Traficante que tentou fugir como mulher é achado morto (Estadão)

Bolsonaro participou hoje da inauguração da planta de farmoquímica oncológica do laboratório Cristália, em Itapira. Ele foi recepcionado por políticos locais, parlamentares, executivos e funcionários da empresa.

Vestindo um jaleco branco, Bolsonaro posou para fotos e distribuiu abraços entre os participantes. Alguns o chamaram de “mito”. O presidente teve quase 80% dos votos no segundo turno da eleição presidencial em Itapira.

ANJ vê medida com ‘estranhamento’

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgou nota na qual afirma ter recebido com “surpresa e estranhamento a edição da Medida Provisória 892”.

“Além de ir na contramão da transparência de informações exigida pela sociedade, a MP afronta parte da Lei 13.818, recém aprovada pela Câmara e pelo Senado e sancionada pelo próprio presidente da República em abril. Por essa lei, a partir de 1º de janeiro de 2022, os balanços das empresas com ações negociadas em bolsa devem ser publicados de modo resumido em veículos de imprensa na localidade sede da companhia e a sua integralidade nas versões digitais dos mesmos jornais”, diz a nota da ANJ.