Blogueiro bolsonarista preso pelo STF produziu fake news contra Boulos em SP; método recorrente

A Polícia Federal cumpriu na manhã de terça mandados de busca e apreensão e prisão domiciliar contra o youtuber bolsonarista Oswaldo Eustáquio.

Ele é acusado de burlar decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo. Proibido de sair de Brasília, foi a São Paulo, onde fez uma matéria apontada como fake news contra Guilherme Boulos.

Ele também vinha usando suas redes sociais, o que Moraes tinha proibido. Eustáquio é um dos investigados no inquérito de articulação de atos antidemocráticos.

O vídeo contra Boulos dizia revelar um “laranjal”, mas a Justiça Eleitoral ordenou a retirada da matéria da rede e a suspensão da conta no YouTube. A decisão veio após a campanha de Boulos entrar com uma ação acusando o blogueiro de propagar fake news.

Neste momento, ele é conduzido para a Polícia Federal, mas não se sabe se permanecerá preso ou colocará tornozeleira eletrônica, para cumprir prisão domiciliar.