Biruta de aeroporto; bolsonarista que quis invadir STF, Sara Winter reaparece em Cancún e anuncia casamento com cidadão americano; ativista fake

A extremista Sara Winter, ex-apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (PL), está morando em Cancún, no México, e anunciou nesta sexta-feira (13) que vai se casar com um norte-americano.

Em 2020, ela ficou famosa por liderar as manifestações golpistas do grupo de extrema-direita que ficou conhecido como “300 do Brasil”, chegando a ficar presa por 10 dias por decisão do STF (Supremo Tribunal federal).

No mesmo ano, em junho, a extremista tentou fugir para os EUA, assim como Allan dos Santos, outro apoiador de Bolsonaro foragido após atacar o STF. Winter pediu asilo político no país, mas teve o visto americano negado.https://c8b058d143f3873f6ca8bb31c393dc53.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

De lá para cá, a vida de Sara mudou completamente. Ela se arrependeu de seu passado bolsonarista, chegando até a fazer denúncias contra o presidente. Em novembro de 2021, comunicou que estava de mudança para o México, onde trabalha agora como uma ativista anti-aborto.

Em seu perfil no Instagram, onde publica tirinhas debochando do feminismo e fotos com seu noivo, a extremista postou um vídeo em um restaurante ao lado do felizardo e anunciou: “É, gente, estou [me] casando e estou em Cancún”, antes de se mostrar falando espanhol com um funcionário do estabelecimento.

Em outro vídeo, ela diz que o casamento acontecerá amanhã à tarde na cidade e promete fotos da cerimônia.