Ao vivo; Moro vê ‘sensacionalismo’ em vazamentos; “Você rasgou leis, códigos de ética, de conduta, rasgou tudo”, rebateu Humberto Costa

O senador Humberto Costa (PT-PE) participou de uma sabatina com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, na manhã desta quarta-feira (18), onde cobrou do ministro esclarecimentos por sua conduta escusa com os procuradores da operação Lava Jato. Durante sua fala, o parlamentar pediu a demissão de Moro e disparou: “você cassou o voto de milhões de brasileiros” .

Ele rebateu as falas de Moro “de que estava sendo vítima de sensacionalismo”. “Sensacionalismo? Mais sensacionalismo do que ocorreu durante a Lava Jato? Com os vazamentos para a imprensa?”, indagou. 

Costa também defendeu a condura de Gleen Greenwald, editor do site The Intercept e responsável pelo vazamento das mensagens. “O jornalista não é nenhum foca e já ganhou um prêmio pulitzer, lidava com Edward Snowden , com a NSA ‘(Agência de Segurança Nacional’ estadunidense)” , relembra. 

O parlamentar seguiu com seus questionamentos: “ele chefiou a Lava Jato, ele trocou procuradores, cobrou operações, selecionou quem deveria ser perseguido, ele rasgou leis, códigos de éticas e condutas, transgrediu tudo. A que projeto político o ex-juiz servia?”. 

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, está nesta quarta-feira, 19, no Senado para dar explicações sobre supostas mensagens que teria trocado com procuradores da Lava Jato e que sugerem uma atuação conjunta dele, quando juiz federal, com os investigadores. Moro encara um Senado que, na tarde de terça-feira, 18, pautou para a próxima semana um projeto de lei que pune, justamente, abuso de autoridade praticado por magistrados e membros do Ministério Público. 

Os diálogos atribuídos ao ministros e a procuradores foram divulgados pelo site The Intercept Brasil. Moro e alguns procuradores afirmaram à Polícia Federal que seus aparelhos celulares foram invadidos por hackers. O caso está sendo investigado pela PF.