Árvores rachadas; Virgílio chama Aécio de “maçã podre”, que rebate: “Laranja do Doria”

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) respondeu nesta 2ª feira (22.nov.2021) o candidato nas prévias do PSDB Arthur Virgílio depois de ter sido chamado de “maçã podre” do partido. “Faz muito tempo que o Arthur Virgílio se transformou numa figura pouco relevante no PSDB, onde ninguém o leva muito a sério”, disse Aécio. O congressista afirmou que quando encontrar o candidato do partido, terão uma “conversa no pomar”. “Da maçã do PSDB com o laranja do Doria”.

Eis a íntegra da nota (26 KB).

Em 2018, já tínhamos visto esse filme, quando, sem qualquer apoio, se declarou candidato contra Alckmin em troca de alguma visibilidade, e, ao final, saiu desferindo ataques violentos ao candidato e ao partido. Mas poucos acreditavam que, dessa vez, ele se prestaria ao papel de linha auxiliar da candidatura de João Doria e, mais grave, com financiamento do partido para isso“, disse Aécio.

O deputado afirmou que querer levar o PSDB para o Centrão “é mais uma falsa narrativa criada para desqualificar o apoio ao Eduardo Leite que muitos tucanos têm dado”. Segundo Aécio, o que ele e outros companheiros do PSDB querem “é uma candidatura forte na 3ª via que possa aglutinar outras forças da sociedade”. Afirmou não conseguir enxergar em Doria esse nome.

“O Eduardo tem melhores condições de liderar esse campo. Por isso, acredito que a maioria do PSDB o apoia. Estou seguro que se tivesse havido votação ontem, Eduardo venceria com alguma folga”, finalizou Aécio.

Arthur Virgílio disse no domingo (21.nov.2021) que Aécio é uma “maçã podre” que está “estragando bastante as outras”. “Considero o PSDB um caminhão carregado de maçãs boas, mas tem uma que está estragando as outras. E dou nome e sobrenome: Aécio Neves”, disse Virgílio.

Arthur Virgílio concorre junto com o governador de São Paulo, João Doria, e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, às prévias do PSDB para definir o candidato à Presidência da República do partido para 2022. A votação começou no domingo (21.nov.2021), mas interrompeu o processo por instabilidades no aplicativo de votação.

Doria e Virgílio defendem que a disputa seja retomada no próximo domingo (28.nov.2021). A fundação que fez o aplicativo das prévias do PSDB diz estar investigando problema. Leite defendeu que votação seja encerrada em 48 horas.