Arauto sertanejo do golpe, Sérgio Reis deve R$ 640 mil em impostos federais; empresas na Dívida Ativa da União

O cantor bolsonarista Sérgio Reis deve R$ 640 mil à União, sendo que a maior parte da dívida é em impostos federais.

Nos últimos dias, ele afirmou que “ordenará” a Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, que “derrube” todos os ministros do STF.

As dívidas de Sérgio Reis

As duas empresas nas quais o ex-deputado é sócio-administrador constam da Dívida Ativa da União: Vanelli Produções Artísticas e Sérgio Reis Produções e Promoções Artísticas.

As informações foram consultados nos Registros da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Ambas, fundadas em 1988.

A Vanelli deve R$ 438,1 mil à União (R$ 363 mil em impostos federais não pagos e R$ 36,3 mil em multas trabalhistas), e R$ 38,8 mil em FGTS atrasado, segundo informações de Guilherme Amado no Metrópoles.

Situação fiscal

A empresa é considerada “inapta” pela Receita Federal porque não apresentou declarações fiscais.

Apesar disso, a firma do ex-deputado segue lista de devedores.