Após reuniões da nº 2 do Departamento de Estado dos EUA com generais no Brasil, Bolsonaro convoca Conselho de Defesa Nacional

BR: A pauta oficial é a instalação de um linhão de transmissão de energia em Roraima, mas é de se esperar que a crise da Venezuela domine a reunião do Conselho de Defesa Nacional, convocado para hoje pelo presidente Jair Bolsonaro, em Brasília. Participam do CND à volta do presidente os presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia, os ministros general Augusto Heleno (Segurança Institucional), general Fernando Azevedo (Defesa), Sergio Moro (Justiça), Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Paulo Guedes (Economia).

A reunião do CND acontece dias depois da passagem da secretaria-adjunta do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Kimberly Breier, pelo Brasil. Ela se reunião do integrantes da cúpula militar brasileira e teve agendas em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. O assunto da linha de transmissão de energia para Roraima pode resultar na primeira grande briga do governo com um grupo indígena. Para abastecer Boa Vista e tornar o estado independente da energia gerada na Venezuela, a linha tem de passar por dentro de uma reserva indígena, mas os índios já avisaram que não aceitam a realização das obras necessárias. p