Após desfrutarem de R$ 500 mil em auxílio-moradia, casal Nogueira está pronto a votar reformas duras sobre o povo

Um dos principais chefes políticos do País, presidente do PP com larga influência sobre parlamentares, o senador Ciro Nogueira sabe como aproveitar os benefícios de ser parlamentar. Mesmo dono de uma mansão em Brasília, ele usufrui de R$ 448,7 mil das verbas de auxílio-moradia do Senado, entre 2011 e 2019. A mulher dele, Iracema, recebeu, na mesma rubrica, R$ 106,3 mil no período.

Em tempo: o casal é proprietário de uma mansão em Brasília.

Ambos votaram com o governo Temer na reforma trabalhista, que retirou direitos de assalariados e sufocou financeiramente suas associações de classe, e estão prontos a darem votos sim à reforma da Previdência, por duro que venha a ser o projeto apresentado pelo governo Bolsonaro.

À direita do espectro político, Nogueira e Iracema fazem jus à definição feita pelo ministro Paulo Guedes ao jornal inglês Financial Times: “Coração duro”.