Após Bolsonaro dizer que Guaidó não sofreu derrota, Mourão avalia que opositor da Venezuela “não tomou a melhor decisão dele” ao bater de frente com Maduro

BR: Mais uma vez o vice-presidente Hamilton Mourão mostrou uma visão diferente da manifestada pelo presidente Jair Bolsonaro sobre um tema concreto. Um dia após o titular do Palácio do Planalto negar que o líder oposicionista Juan Guaidó tivesse perdido a disputa em campo aberto, nas ruas da Venezuela, contra o presidente Nicolás Maduro – “Não tem derrota nenhuma”, disse Bolsonaro – , o vice-presidente Hamilton Mourão reconheceu que o presidente autoproclamado do país vizinho não conseguiu seu objetivo. De fato, até agora, ao menos, Guaidó não conseguiu seu intento de derrubar o presidente Nicolás  Maduro:

“Não estou no sapato dele, não sei quais dados ele tinha para tomar essa decisão que ele tomou”, ponderou Mourão. “Não sei se estava com medo de ser preso ou se alguns elementos das Forças Armadas tinham prometido determinados apoios. Olhando agora, a gente julga que não foi a melhor decisão dele”, apontou, ressalvando: “Mas é o processo que está acontecendo lá na Venezuela.”

O conserto final, porém, não conseguiu apagar a situação de que, mais uma vez, o general divergiu do capitão.