Após ações da Sabesp subirem mais de 10% com fala de Maia, Doria corrige e diz que venda será “no longo prazo”

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou neste sábado que a Sabesp será preparada para ser privatizada nos próximos anos, e que o governo não realizará nada de forma precipitada.

Notícias relacionadas

Ao comentar declarações do recém-nomeado secretário de Projetos e Ações Estratégicas de São Paulo, o deputado federal Rodrigo Maia (sem partido-RJ), sobre a privatização da Sabesp, Doria ressaltou que a privatização da companhia de saneamento é um projeto de “longo prazo”, não de curto prazo.

“Nosso governo é desestatizante… A Sabesp já é de capital aberto, cotada em bolsa, com performance muito boa e bem administrada. Ao longo dos próximos anos, ela vai ser preparada evidentemente para um programa de privatização, mas não faremos isso de forma precipitada”, comentou Doria a jornalistas, no Rio de Janeiro.

As declarações de Maia fizeram disparar as ações da Sabesp na sexta-feira.

Em nota na sexta-feira, o governo de São Paulo disse que Maia, como membro do Comitê de Desestatização, acompanhará os estudos para analisar a Sabesp e apontar o futuro da empresa, considerando o novo marco do saneamento e a expansão dos seus serviços.