Alckmin trabalha por Leite em SP, arregimenta prefeitos e desgasta Doria no PSDB; troco por traição

Aliados do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) receberam neste sábado (9.out.2021) o governador do Rio Grande do Sul e candidato nas prévias do PSDB para representar o partido na disputa ao Palácio do Planalto em 2022, Eduardo Leite.

O tucano participou de evento com vereadores, políticos e membros paulistas do PSDB. Floriano Pesaro, ex-deputado e ex-secretário de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo durante o governo de Alckmin, demonstrou apoio a Eduardo Leite.

“Hoje tucanos paulistanos receberam com alegria e entusiasmo o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, aqui na capital paulista. Em nome da nossa história, para que a gente possa voltar a acreditar no PSDB e sonhar com um Brasil melhor. Por isso, estamos com Eduardo Leite”, publicou Floriano Pesaro em seu perfil no Instagram, mencionando a página “Tucanos por Eduardo“.

O prefeito de Santo André, Paulo Serra, também aliado de Alckmin, discursou no evento a favor de Leite. “Temos uma obrigação cívica e moral de levar o nosso Eduardo Leite, a, primeiro, vencer essa prévia e depois, a obrigação com o país, de oferecer essa alternativa”, afirmou.

O diretório estadual do PSDB de São Paulo disse que deve ter 65% dos votos na prévia presidencial do partido, que será realizada em 21 de novembro.

Cálculo do cientista político Alberto Carlos Almeida estima que hoje existam 120.000 filiados ativos em São Paulo dos quais em torno de 80.000 devem votar nas prévias internas.

Segundo ele, o PSDB conta atualmente com aproximadamente 1,3 mil filiados sendo 300.000 deles no Estado de São Paulo. Para o cientista político, o voto dos filiados de São Paulo deve totalizar 55% do total de votos de todos os filiados nas prévias.