A pedido de Joice, Justiça tira do ar 1ª propaganda oficial de Boulos; participação de ator Wagner Moura extrapola tempo legal

A primeira peça da campanha eleitoral de Guilherme Boulos (PSOL) para a prefeitura de São Paulo foi suspensa pela justiça eleitoral. O filme contava com a participação do ator Wagner Moura.

De acordo com a coluna de Monica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, o pedido para que a publicidade fosse retirada do ar foi apresentado pela coligação SP Merece Mais, de Joice Hasselmann (PSL), adversária de Boulos na corrida pelo estado. A decisão ainda cabe recurso.

O argumento utilizado é justamente a presença de Moura, que infringiria a lei eleitoral. O artista aparece em 16 dos 17 segundos do vídeo. A legislação determina, nestes casos, que um apoiador deve aparecer em no máximo 25% do tempo total do material apresentado.

O juiz Guilherme Silva e Souza considerou procedente a reclamação de Hasselmann, que apontou o fato de mesmo que a imagem de Moura não apareça em todo o tempo, ele participa como narrador em toda a sua extensão. A Justiça acolheu o argumento e determinou a suspensão da exibição do material.