Doria condecora Moro, evita Bolsonaro e acentua face anti-Lula

Pressionado pela divulgação de mensagens da época em que atuava na Operação Lava Jato, o ministro Sergio Moro recebeu afago do governador João Doria, que ontem entregou a ele a principal honraria do estado de São Paulo, destaca a Folha de S. Paulo (A4). Ao receber a Ordem do Mérito, o ex-juiz reclamou dos “vários ataques” que vem sofrendo, chamou o episódio de “falso escândalo” e criticou “um certo revanchismo”, referindo-se aos questionamentos à sua imparcialidade no julgamento do ex-presidente Lula.

O gesto de Doria contrasta com a postura ambígua do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que demorou quatro dias para se pronunciar em defesa de Moro quando as primeiras mensagens foram publicadas e, depois, disse que “não existe confiança 100%”. O tucano é apontado como candidato à Presidência em 2022. Na cerimônia desta sexta, o governador não mencionou Bolsonaro. “O Brasil precisa de mais Moros e menos Lulas”, discursou Doria, sob aplausos. dpriority52