Greenwald: “É irônico. Moro fez vazamentos por cinco anos e agora acha que isso é criminoso”

BR: Em entrevista hoje cedo à BandNews, o jornalista Gleen Greenwald afirmou ser irônico que o ministro Sergio Moro defina como ação criminosa o vazamento dos conteúdos de diálogos entre ele, em seus tempos de juiz em Curitiba, e a força-tarefa da operação Lava-Jato.

“É irônico o que está acontecendo. Moro fez vazamentos por cinco anos, inclusive contra uma presidente e um ex-presidente da República. Nunca viu problema nisso. Agora, quando ele é atingido, diz que é criminoso”, lembrou o fundador do The Intercept Brasil.

“Quando a força-tarefa divulgou tudo o que tinha, usando os métodos de vazamento e de grampo ilegal de pessoas, Moro e os procuradores diziam que as pessoas tinham de saber de tudo. Mas quando a gente mostra o comportamento errado deles, querem atacar e se vitimizar”, completou.

“O que é muito interessante é que eles não estão negando o conteúdo dos diálogos e nem fazendo qualquer defesa sobre o que fizeram”, disse Greenwald.

“O arquivo que nós temos é um dos maiores já vazados na história do jornalismo”, reafirmou Greenwald, garantido que haverá mais revelações.

“Temos muito mais material a ser publicado, mostrando autoridades fazendo o que não é certo”, garantiu Greenwald.