Eduardo Bolsonaro ‘assume’ como ministro da Guerra e diz que “será necessário o uso da força” na Venezuela para derrubar Maduro

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, declarou nesta sexta-feira (22) que “de alguma maneira” será necessário o uso da força contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

“Ninguém quer uma guerra, a guerra é ruim, se perde muitas vidas, há efeitos colaterais, mas Maduro não vai sair do poder de maneira pacífica”, disse Eduardo ao jornal La Tercera, do Chile, durante a visita oficial de Jair Bolsonaro ao país. 

“De alguma maneira, em alguma medida, em algum momento, será necessário o uso da força, porque Maduro é um criminoso”, acrescentou o deputado.

A esse respeito, ouça e reflita: https://www.youtube.com/watch?v=-23Snmygik8

O filho do presidente Jair Bolsonaro também repetiu as palavras do presidente norte-americano Donald Trump ao se referir à situação da Venezuela, declarando que “todas as opções estão na mesa”. Eduardo Bolsonaro atua também como presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e tem exercido forte influência na política externa brasileira do novo governo.