Mais tensão: confronto na fronteira Venezuela-Colômbia faz 285 feridos; 60 militares desertam

Agência Brasil_ O governo da Colômbia informou que 285 pessoas ficaram feridas nos confrontos na fronteira com a Venezuela, sendo 255 venezuelanos e 30 colombianos. A maioria sofreu ferimentos por armas não-letais e gás lacrimogêneo.

Bogotá informou também que um grupo de 60 militares venezuelanos, incluindo oficiais, pediu refúgio na Colômbia. De acordo com uma nota oficial, a reação dos militares seria uma demonstração do descrédito de Nicolás Maduro como presidente da Venezuela.

O comunicado destaca que a prioridade do presidente da Colômbia, Iván Duque, é proteger a integridade de pessoas na região de fronteira. Por isso, de acordo com o país, alguns caminhões com alimentos e remédios recuaram.

Na fronteira da Venezuela com o Brasil também ocorreram confrontos. Ao menos 16 venezuelanos foram hospitalizados no estado de Roraima e dois deles morreram.