Lula recebe ofício judicial e repele de próprio punho: “Não reconheço. Sou inocente, vou recorrer”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi condenado recentemente em um processo da Lava Jato sobre a reforma do sítio em Atibaia (SP), escreveu em um documento de intimação que é inocente e que vai recorrer da sentença.

“Não reconheço a legitimidade dessa sentença, sou inocente, por isso, vou recorrer”, escreveu Lula ao assinar o documento, ontem, em sua cela na sede da Polícia Federal, em Curitiba.

O ex-presidente foi condenado a 12 anos e 11 meses por corrupção e lavagem de dinheiro no dia 6 de fevereiro, e a defesa dele já tinha informado que iria recorrer da decisão no mesmo dia.

LEIA A ÍNTEGRA DA SENTENÇA

TODOS OS PROCESSOS DE LULA

Segundo a oficial de Justiça responsável pela entrega do documento, Lula só recebeu a intimação na sexta por causa de vários desencontros com os advogados dele.

O processo apura se Lula recebeu propina por meio da reforma do sítio. A sentença da juíza substituta Gabriela Hardt, da primeira instância, é a segunda que condena Lula na Operação Lava Jato no Paraná. Outras 12 pessoas foram denunciadas no processo. O ex-presidente está preso desde abril de 2018 em Curitiba, onde cumpre pena de 12 anos e 1 mês determinada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), na primeira condenação dele na segunda instância pela Lava Jato. Ele foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex no Guarujá (SP).