Cabral abre o jogo e admite sobre US$ 100 milhões no exterior em conta de doleiros: “O dinheiro dos irmãos Chebar era meu dinheiro, sim”

O ex-governador Sérgio Cabral admitiu em depoimento nesta terça-feira 26 que eram seus os US$ 100 milhões que estavam em contas no exterior, e que foram entregues pelos doleiros delatores Marcelo e Renato Chebar. Os irmãos eram quem administravam parte da propina do ex-governador. Eles fizeram delação e devolveram o dinheiro à Justiça.

— O dinheiro dos irmãos Chebar era meu dinheiro, sim — disse ele em depoimento.

Cabral disse que resolveu “falar a verdade” por conta de sua família, do momento histórico e para ficar bem com ele mesmo. Essa é a primeira audiência em que ele participa na 7ª Vara Federal Criminal, do juiz Marcelo Bretas, depois de admitir ao Ministério Público Federal (MPF) ter recebido propina enquanto estava no comando do estado .

Logo no início da audiência, o juiz perguntou o motivo pelo qual Cabral mudou de opinião e resolveu admitir o recebimento de propina. — Em nome da minha mulher, dos meus filhos e da história, resolvi falar a verdade e ficar bem comigo mesmo. Hoje, sou um homem muito mais aliviado — afirmou o emedebista.