República de Curitiba transformou Lula em preso político com tentativa de transferência abrupta para São Paulo; era tudo o que o PT queria

Ao tentar transformar Lula de preso especial em preso comum, a República de Curitiba transformou-o, ontem, em preso político. Tudo que o PT queria.

A reação da Câmara e de um grande número de partidos, articulados com o STF, em defesa de Lula, transformou-o em estadista vitimado perante o Brasil e o Mundo. Como deseja a estratégia petista.

Foi apontada por todos a mão de gato do ministro Moro por trás da estratégica tosca: a transferência que virou transmutação.

Moro está perdendo no STF, no Congresso e no Governo. E na mídia.

Seu irmão de armas no MP, Deltan Dallagnol, está sob ataques cerrados. Não deverá (ão) resistir por muito tempo.