Conselheiro de Bebbiano, suplente de Flavio e vizinho de Bolsonaro, Marinho diz ver “com maus olhos” influência de filhos

BR: Na tripla condição de um dos conselheiros mais próximos de Gustavo Bebbiano, suplente de senador de Flavio Bolsonaro e vizinho, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, do presidente Jair Bolsonaro, o empresário Paulo Marinho afirmou neste domingo 17 que o secretário-geral da Presidência se sente ‘injustiçado’ pela iminência da sua exoneração, mas “vida que segue”.

Ao mesmo tempo em que deu um sinal de que Bebbiano não atacará Bolsonaro após perder o cargo, Marinho fez ele próprio uma crítica à atuação dos filhos do presidente, Carlos e Eduardo, durante a crise. Questionado sobre a influência que eles exercem sobre o presidente, disparou: “Vejo isso com muito maus olhos”. Durante a eleição, Bolsonaro gravou seus programas eleitorais na residência de Marinho, onde um estúdio foi montado. Agora, porém, o empresário fala, em referência a Bebbiano, a “nosso grupo”, num claro sinal de afastamento do núcleo familiar do presidente. fffffffffffff