Na China, Doria anuncia como fato consumado, mas Huawei avisa que nada há de concreto sobre fábrica em SP

A empresa de tecnologia Huawei afirmou que tem a intenção de abrir uma fábrica em São Paulo, mas que ainda não há nada de concreto. O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta que a empresa abriria uma fábrica no estado até 2021.

A informação da fábrica havia sido divulgada na manhã desta sexta-feira (9) pelo governador de São Paulo, João Doria, que está em viagem à China.

Em nota, a Huawei disse que “considera instalar uma fábrica em São Paulo em um futuro próximo”.

“A Huawei está no País há 21 anos, sempre presente na transformação digital do Brasil, do 2G até o 4.5G. E agora, na era do 5G, não será diferente. A empresa está animada com as oportunidades no cenário brasileiro e, conforme o desenvolvimento da performance da operação dos smartphones da Huawei no mercado local, considera instalar uma fábrica em São Paulo em um futuro próximo. Mais detalhes serão divulgados em momento oportuno”, diz o texto.

Segundo Doria, o investimento é de US$ 800 milhões nos próximos três anos (2020 a 2022). A cidade será escolhida considerando circunstâncias de logística, disponibilidade de mão de obra, condições técnicas de implantação do novo site e da nova fábrica.

A empresa já tem uma fábrica em Sorocaba, no interior de São Paulo, e emprega 2 mil funcionários diretos e 15 mil indiretos.

“O programa do 5G, que foi definido nesta reunião, que não é apenas uma evolução, mas é uma revolução. A conexão para cada km² vai atingir um milhão de equipamentos, portanto, um milhão de usuários”, disse Doria, segundo nota do governo.