Maia faz diagnóstico duro e alerta dramático: “Governo não tem agenda formulada”; “País caminha para o colapso social”

Em entrevista ping-pong a O Globo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirma que o Executivo não tem uma agenda formulada e o país está caminhando para o “colapso social”. Ele voltou a insistir na necessidade da reforma da Previdência, mas alertou que só ela não resolve os problemas. Maia disse não saber se sua relação com o presidente Jair Bolsonaro será de ‘idas e vindas’. “Da minha parte é uma relação de diálogo, de construção de uma pauta que tire o Brasil do caminho que está indo, de um colapso social muito forte. Para onde a gente está indo não é bom”, frisou. Maia negou ter firmado um pacto com o governo. “Ele (ministro Onyx Lorenzoni) entregou um documento, ninguém leu, e ficou parecendo para a sociedade e a imprensa que a gente fechou aquele pacto em cima daquele texto. Zero de verdade nisso”, cravou. Ele classificou as recentes manifestações pró-Bolsonaro como atos “basicamente do governo atacando aqueles que podem ajudar a agenda do próprio governo. Mas a agenda reformas é maior que esse governo”. Segundo Maia, a reforma da Previdência não está atrasada, mas “já está ficando claro para todo mundo que a reforma previdenciária por si só não vai resolver nada. Agora, para sair da trajetória (de colapso), o governo vai ter que ir muito além do que foi até agora”. Na conclusão, Maia aponta: “Acho que está faltando uma agenda para o Brasil. A Previdência não é uma agenda, é uma reforma racional e necessária para equilibrar as contas públicas. Agenda para o Brasil a gente não vou formatada de forma ampla, completa, por esse governo”. 000000000000