E Schvartsman ainda não se demitiu…

Presidente da Vale dá entrevistas repletas de platitudes e não explica porque companhia, três anos após o acidente de Mariana, que matou 19 pessoas e se constituiu no maior desastre ambiental do planeta nos últimos anos, ainda não pagou indenizações às vítimas. Apesar do bloqueio de R$ 16 bilhões imposto até aqui pela Justiça no caixa da empresa, qual a garantia de que a Vale agirá de forma diferente diante da nova tragédia em Brumadinho? Promessa de ‘maior colchão de segurança’, feita por Fabio Schvartsman, é mesmo crível? Este homem tem condições de cumprir sua palavra? Reformulação da cúpula da mineradora se impõe.