Presidente do Itaú leva invertida de Mendonção ao prometer mais crédito: “Conversa mole para boi dormir”

BR: Um dos economistas mais respeitados do País entre seus pares, Luiz Carlos Mendonça de Barros, ex-presidente do BNDES e ex-ministro da Infraestrutura nos governos Fernando Henrique Cardoso, desmontou, com uma frase, um promessa do presidente do banco Itaú, Cândido Bracher, sobre maior concessão de crédito mediante a aprovação da reforma da Previdência.

Mendonção, como é conhecido, foi direto ao ponto:

“Conversa mole para boi dormir de um dos setores mais oligopolizados da economia”, escreveu ele a respeito de projeção de Bracher a respeito de aumento na concessão de crédito.