Dupla de hackers presos usou R$ 90 mil em 2016 para comprar euros e armas, mostra relatório do Coaf

Relatório do COAF, produzido em 18 de outubro de 2017, revela novos detalhes do passado de Walter Delgatti Neto e Danilo Cristiano Marques, ambos presos por integrarem o grupo de hackers que atacou celulares de Jair Bolsonaro e Sergio Moro – e mais 1.000 autoridades, políticos, juízes e jornalistas.

A informação é da coluna Radar, da revista Veja

Segundo o documento, a dupla gastou, num espaço de cinco dias, em dezembro de 2016, cerca de 90.000 reais em casas de câmbio nos aeroportos de Natal (RN) e Rio de Janeiro (Galeão). Segundo o relatório, a dupla comprou euros e dólares com o objetivo confesso de usar as moedas estrangeiras para comprar armas.