O jornalista Glenn Greenwald, responsável pelo site The Intercept Brasil, participa nesta quinta-feira de uma audiência da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) para falar sobre as supostas mensagens entre o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, e o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava-Jato, vazadas em reportagens assinadas no site jornalístico. O convite do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi feito para que Glenn pudesse esclarecer as supostas conversas, divulgadas desde o dia 9 de julho. As reportagens assinadas no Intercept e em outros meios de comunicação têm mostrado supostas trocas de mensagens pelo aplicativo Telegram entre Moro e procuradores, colocando em dúvida a necessária imparcialidade na condução dos processos judiciais, já que o então juiz aparece orientando os acusadores nos processos referentes à Lava Jato.