“Governadores têm de garantir votos em vez de escrever cartas”, dispara presidente da comissão da Previdência

BR: Liderados por João Doria (SP) e Ibaneis Rocha (DF), 25 governadores assinaram uma carta de protesto contra a possível ausência dos estados na reforma da Previdência que só obteve consenso entre eles após a terceira versão. Mas mesmo o texto final não agradou o público ao qual se destinada, os deputados da Câmara e, em especial, da Comissão Especial da PEC da Previdência.

“Cartas de governadores não dão votos”, disparou, em resposta à iniciativa, o presidente da comissão, deputado Samuel Moreira. “Acho que a atitude dos governadores têm de ser mais humilde. Eles têm de garantir votos em suas bancadas, em lugar de escreverem cartas”, insistiu.

Por fim, deixou claro: “A tendência é a de que os estados fiquem fora da reforma”, balizou Ramos.