Tabata diz que voto pró-reforma foi “consciente”, mas Frota não perdoa: “O PSL está de braços abertos para você”

Com o voto a favor da reforma da Previdência, a deputada federal Tabata Amaral se mantém entre os principais assuntos do Twitter desde a quarta, 10, dia da votação em que a proposta foi aprovada em 1º turno na Câmara com 379 votos. Ela diz ter votado por convicção.

“Tabata Amaral, o PSL está de braços abertos para você”, escreveu seu colega de Câmara Alexandre Frota (PSL). “Partido não vai faltar. Força aí, PDT”, ironizou o deputado. O PDT havia fechado questão contra a reforma, mas oito deputados declararam voto a favor.

Na terça, o Estadão mostrou que Carlos Lupi, presidente da sigla, ameaçou expulsar do partido aqueles que votassem a favor da reforma da Previdência. Padrinho político de Tabata, o candidato a presidente pelo PDT em 2018, Ciro Gomes, também fez publicações em que defende a expulsão de quadros que fossem a favor da reforma.

“A reforma que hoje votamos não pertence mais ao governo; ela sofreu diversas alterações feitas por esse mesmo Congresso. O sim que digo à reforma não é sim ao governo e também não é um não a decisões partidárias”, disse Tabata. “Meu voto é um voto de consciência, não é um voto vendido, não é por dinheiro de emendas. É um voto seguindo minhas convicções e tudo que estudei até aqui”.