Centrão diz que Guedes “está com febre” ao dizer que faltam só 48 votos para aprovar Previdência; ministro planta otimismo para colher reforma

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ontem que falta garantir mais 48 votos para a aprovação do projeto de reforma da Previdência na Câmara. O ministro informou que o mapeamento do governo indica que 160 deputados já declararam apoio publicamente. Outros 100, segundo ele, já indicaram ao Palácio do Planalto que votarão a favor da reforma. A informação do ministro teve efeito imediato na Bolsa. O Ibovespa acelerou o ritmo e fechou a 1,09%, aos 95.364 pontos.

A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann, porém, disse que não é possível garantir que faltam 48 votos para a aprovação da reforma. “A base ainda está sendo construída, não dá para cravar número de votos”, afirmou.

Nos bastidores, caciques do centrão fizeram graça da contagem de Guedes. “Está com febre”, disse um líder.