Bolsonaro dá vitória a Olavo em tuitadas contra militares; filho 02, Carluxo pode virar ministro no lugar de general Santos Cruz

Carlos Bolsonaro estaria sendo cotado pelo pai para assumir o comando da Secretaria de Governo – que teria suas atribuições reformuladas.

De acordo com site O Antagonista, Jair Bolsonaro só não demitiu o general Santos Cruz ainda porque espera uma posição do filho Carlos para que assuma a Secretaria de Governo – que teria suas atribuições reformuladas. Parece que o presidente cansou de terceirizar as crises na comunicação.

Ontem, após almoço com a cúpula das Forças Armadas, Bolsonaro divulgou um tuíte com 15 linhas de elogios ao ideólogo Olavo de Carvalho, restringindo-se a uma linha apenas de referência positiva aos militares. Em declaração a jornalistas, o presidente disse que “é preciso engolir sapos” e que Olavo de Carvalho “é dono do nariz dele”, sem qualquer censura aos ataques por escrito contra os generais Carlos Alberto dos Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo, e Eduardo Villas Bôas, assessor do Gabinete de Segurança Institucional e ex-comandante do Exército.

A movimentação contra o ministro começou quando o humorista Danilo Gentili sugeriu no Twitter que Santos Cruz estaria de olho em “controlar a mídia”, por conta de uma entrevista que concedeu há um mês para a Rádio Jovem Pan.

Na ocasião, o ministro da Secom comentou sobre a necessidade de evitar distorções na internet. Para ele, é necessário ter cuidado com a sua utilização, evitando ataques e o seu uso como “arma de discórdia”.

“As distorções e os grupos radicais, sejam eles de uma ponta ou de outra, da ponta leste ou da ponta oeste, isso aí tem que ser tomado muito cuidado, tem que ser disciplinado. A própria legislação tem de ser melhorada”, afirmou na entrevista.

Logo depois, o filósofo Olavo de Carvalho também começou a direcionar duras críticas ao general. Durante todo o dia, a hashtag #ForaSantosCruz ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter. ffffff