BR: Os meios políticos já trabalham com a possibilidade de o ministro da Justiça, Sergio Moro, integrar, como vice, a chapa de Jair Bolsonaro à reeleição na disputa presidencial de 2022.

A informação é da colunista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

É de se notar que, ultimamente, Bolsonaro e Moro não se largam. Amanhã, por exemplo, ambos irão ao Maracanã, em busca de apoio popular durante a final da Copa América, entre Brasil e Peru, quanto o estádio deverá estar lotado.

O Plano A, de fazer Moro ministro do STF, ficou prejudicado pelo escândalo dos vazamentos dos diálogos do ex-juiz com os procuradores da Lava-Jato. Haveria muito dificuldade de seu nome passar numa sabatina no Senado e, em seguida, ser bem aceito pelos próprios ministros da Corte.

Com sua popularidade em alta, chegando a ser maior, segundo as pesquisas, do que a do próprio Bolsonaro, Moro comporia uma chapa forte ao lado do atual presidente.

Ontem, ao ser questionado sobre se pretende concorrer à Presidência da República, o ex-juiz afirmou que o “candidato do governo à reeleição é o presidente”.