Lula toca onde dói em Bolsonaro – “aquela facada tem muita coisa estranha” – e general Heleno espuma: ‘Prisão perpétua!”

BR: Não apenas pelo número de militares, mas especialmente pela dura reação, típica dos generais de linha dura, do chefe do Gabinete Institucional, general Augusto Heleno, o Palácio do Planalto virou um verdadeiro quartel. O veterano militar da reserva deu murros na mesa, gritos e proferiu um vaticínio ao ex-presidente Lula que nem faz parte da legislação brasileira:
“Tinha que tomar uma prisão perpétua”, berrou o militar, em referência ao ex-presidente.

Ocorre que Lula tocou numa ferida real do presidente, e o militar tomou as dores do chefe.

“Aquela facada tem muita coisa estranha”, disse Lula em entrevista à TVT, do PT, ao falar a respeito atentado sofrido pelo então candidato do PSL, em Juiz de Fora, no ano passado. “”Eu, sinceramente…aquela facada tem uma coisa muito estranha, uma facada que não aparece sangue, que o cara é protegido pelos seguranças do Bolsonaro”.

Se queria atingir Bolsonaro, Lula acertou o general Heleno em cheio.