Comprada com recursos do BTG Pactual, Editora Abril abandona defesa de André Rizek em processo de R$ 1,1 milhão; outros jornalistas podem enfrentar a mesma situação, revela Juca Kfoury

O jornalista Juca Kfouri publicou hoje em seu blog, no portal Uol, que o jornalista André Rizek, atualmente na Sportv, foi abandonado pela Editora Abril em um processo em que foi condenado a pagar R$ 1,1 milhão.

A ação é referente a uma reportagem de 2001 na revista Placar, quando a editora contrariou o jornalista e publicou fotos de jogadores menores de idade, das categorias de base do Corinthians, que estariam supostamente envolvidos com cocaína.

A matéria foi publicada com a assinatura do jornalista, que foi condenado em processo movido pela família dos garotos.

“Importante salientar que Abril é signatária de uma convenção trabalhista de 2001 segundo a qual é a empresa quem paga as ações cíveis, mesmo quando o repórter é réu solidário – caso de Rizek e de tantos outros”, destaca Juca Kfouri em seu texto.

No entanto, após diversos recursos, em que advogados da Abril defenderam somente a empresa, o jornalista e a editora foram condenados a pagar a indenização e as custas processuais, que chegam ao valor de R$ 1,1 milhão. A sentença foi dada dias após a empresa decretar recuperação judicial.

Após a decisão judicial, advogados da Abril teriam convocado Rizek e dito a ele que o caso é “complicado”, abandonando o jornalista à própria sorte.

“De tudo, resta perguntar: há alguma segurança para assinar uma matéria em revistas da editora Abril?”, indaga Kfouri em seu texto.

Leia a reportagem na íntegra no Blog do Juca