Lágrimas de chanceler: Ernesto Araújo chora ao lado de Bolsonaro e diz que “tem muita gente no Brasil torcendo pela tirania”

Ernesto Araújo chorou durante discurso em cerimônia de formatura de novos diplomatas na manhã de hoje. Ao lado do presidente Jair Bolsonaro e do vice Hamilton Mourão, o ministro se queixou das críticas que vem recebendo:

“Diplomacia não significa ficar em cima do muro. Não é ver os grandes embates e aderir ao vencedor. Diplomacia precisa ter sangue nas veias.”

Ele também comentou que o embate na Venezuela é “entre a democracia e a repressão”.

“Não há de ser nada. É muito triste ver gente no Brasil torcendo pela tirania apenas para ver este governo se dar mal. ossa política externa não recua diante do primeiro obstáculo, nem da primeira crítica.”