Lula ganha uma na Justiça: promotor que o chamou no Twitter de ‘encantador de burros’ deve pagar-lhe R$ 60 mil

O promotor Cassio Roberto Conserino foi condenado a pagar R$60 mil ao ex-presidente  Lula por danos morais. Segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, ele publicou em 2016 nas suas redes sociais que o petista é “um encantador de burros”.

O juiz Fabrício da Cruz considerou que o promotor teve a “nítida intenção calculada e provocativa de humilhar, menoscabar e desprezar” o ex-presidente ao publicar uma imagem com conteúdo “ofensivo”. O juiz ainda disse que o grau de culpa é elevado já que se trata de um promotor que deve ter uma conduta “ilibada, assim como tratar com urbanidade as partes” dos processos.