Querendo aparecer, MP-RJ brilhou: pedido de interdição do Sambódromo na véspera do Carnaval viraliza

BR: O Carnaval 2019 podia começar sem essa, mas agora já foi. O Ministério Público do Rio de Janeiro esperou a véspera do início da folia para pedir nada menos que a interdição do sambódromo da capital fluminense. Trata-se, nada menos, que o palco de reunião de dezenas de escolas de samba, milhares de espectadores e ponto de atenção do mundo todo. Como se sabe, o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro está para o Brasil, em importância midiática, como a transmissão do Oscar ou a final do Super Bowl estão para os Estados Unidos.

Aproveitando todos esses holofotes, os promotores resolveram ser rigoroso a poucas do início da festa, quando poderiam ter adotado os cuidados com enorme antecedência. As datas do Carnaval, afinal, são de conhecimento público há pelo menos um ano, desde o último.

A notícia viralizou em todas as mídias nos seguintes termos:

Nesta quinta-feira (28), vésperas do Carnaval, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania, ajuizou uma Ação Civil Pública, solicitando a interdição do Sambódromo.

O MP-RJ esclarece que, caso os Bombeiros realizem a vistoria e elaborem o laudo técnico conferindo certificado de autorização especial, o evento pode ser realizado.

A 6ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania ressalta que o Sambódromo já encontra-se interditado preventivamente pelo Corpo de Bombeiros para sediar eventos, ficando sua liberação condicionada a uma autorização especial concedida pelo órgão.

Além da autorização dos Bombeiros, o MP-RJ quer que o Judiciário condicione a liberação do evento à assinatura, em um prazo de 24 horas, de Termo de Responsabilidade pelos presidentes da Riotur e da LIESA, gestores do carnaval na cidade do Rio, assegurando que o Sambódromo reúne condições de segurança suficientes, além de apresentar plano de obras/trabalho para adequação das instalações físicas do local.