Brazil's President-elect Jair Bolsonaro arrives to a meeting in Brasilia, Brazil November 20, 2018. REUTERS/Adriano Machado

Só dá ‘fake news’; presidente nega que liberação de R$ 1 bi em emendas seja para aprovar Previdência

BR: Mais uma notícia ‘fake’, segundo o presidente Jair Bolsonaro, registre-se, está em circulação. O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo, informou ontem que o governo começou a liberar R$ 1 bilhão em emendas parlamentares, associando a entrega da verba, suficientes para contemplar emendas de centenas de parlamentares, à estratégia de aprovação da reforma da Previdência na Câmara. Jornais da mídia tradicional como O Globo escreveram que esse típico toma-lá-dá-cá é natural e comum na relação entre os poderes Executivo e Legislativo.

Bolsonaro não gostou, e apontou a interpretação como falsa em sua conta no Twitter:

“Informo que não há verbas sendo liberadas para aprovação da Nova Previdência como veículos de informação vem divulgando. Seguimos o rito constitucional e obrigatório do Orçamento Impositivo, onde é obrigatório a liberação anual de emendas parlamentares”. Se é assim, não é assado, mas que as verbas que estavam represadas vão ajudar no ânimo dos parlamentares para votar a reforma, isso é difícil de negar. 

Pelas contas de auxiliares de Bolsonaro, há um apoio de cerca de 260 deputados, número ainda muito abaixo dos 308 votos necessários para que o texto seja aprovado.