Pautas-bomba estão nos planos da Câmara para esta semana; corte de R$ 3 bi em emendas de políticos deve ter troco

A trégua entre o governo e o Congresso deverá ser testada amanhã na reunião de líderes do Legislativo. A Câmara busca uma agenda positiva que dê mais protagonismo a Casa frente ao Executivo. Novas pautas-bombas podem ser propostas, mesmo com a promessa de negociações amistosas entre o presidente da Casa, Rodrigo Maia, e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

No centro do desentendimento está o bloqueio de quase R$ 3 bilhões em emendas parlamentares anunciado na semana passada, que foi entendido por muitos parlamentares como uma retaliação a aprovação, em tempo recorde, da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que engessou ainda mais o Orçamento.