Captura de hackers reforça narrativa do governo, mas não atenua situação de Moro no STF e em conselhos de classe

BR: O governo ganhou reforço em sua narrativa de sustentar que os vazamentos de conteúdos de mensagens entre o então juiz Sergio Moro e os procuradores da Lava-Jato são fruto de uma articulação criminosa, mas os problemas para o atual ministro e seu grupo seguem existindo no STF e nas entidades de classe.

Ministro da Corte argumentam, em anonimato, que as prisões dos suspeitos de hackeamento não elimina a necessidade de o ex-juiz ter seu comportamento apreciado à luz da Justiça, assim como o dos procuradores liderados por Deltan Dallagnol.

Em comparação, um dos juízes do STF disse à coluna Painel, da Folha de S. Paulo, que não investigar os conteúdos vazados de Moro e Dallagnol seria o mesmo que, num crime de violação de correspondência, não se apurar um crime de assassinato descrito em na carta violada.